sábado, 1 de junho de 2013

Cigarros sem Lua

Large

Era suposto a Lua hoje ser nossa. Mas hoje não és meu e eu já nem de mim sou. Eras-me o dia e a noite e eu sonhava que fosses quem me beija a testa pela manhã. Parecias-me tão belo, tão cheio de poemas na alma. Agora fumo um cigarro ao luar e, oh, como está fria a noite. Talvez seja por me teres deixado sem o teu casaco, torna-se inverno quando não estás, já to tinha dito. E eu torno-me céu escuro que chora em noites como esta e grito e choro, mas nem as paredes parecem sossegar-me. As flores hoje não me embelezaram o quarto, nem tão pouco o Sol brilhou cá em casa. Tem sido noite desde que acordei. Anoitece cada vez com mais intensidade e eu pedia só que dissesses que gostavas de mim. Escrevi nas folhas já sujas o teu nome e morri mais uma vez a olhá-lo. Fumei outro cigarro, dancei ao céu quase esquecido e chorei, afinal era suposto a Lua hoje ser nossa.

26 comentários:

  1. soubesses tu quantas e quantas vezes me revejo no que escreves...

    ResponderEliminar
  2. Este texto está ... omg asnvfuwbci LINDO! Identifiquei-me imenso :)

    ResponderEliminar
  3. É, talvez não seja propriamente bom, mas ... pronto :/

    ResponderEliminar
  4. gosto de te ler, inês, é sempre bastante agradável porque há um certo toque de familiaridade e ao mesmo tempo.. um pedaço de universo nas palavras.
    não sou bela, mas é bom saber que existirá beleza nas palavras; que elas nunca desapontem.

    ResponderEliminar
  5. És perfeita naquilo que escreves, já sabes.
    R: Pois é. Vai durar, eu espero que sim.

    ResponderEliminar
  6. obrigada por me acompanhares, de coração.

    ResponderEliminar
  7. estarei sempre a ler com carinho os pedaços de ti que nos confias

    ResponderEliminar
  8. O problema é que mesmo com tudo isto, eu estou bem.

    ResponderEliminar
  9. tenho-me limitado a dar-me, não tenho tido muita alma para provar outras palavras. desculpa-me, mas - não te preocupes -, estou por cá sempre que me for possível.

    ResponderEliminar
  10. muito obrigada por me acompanhares e pelas palavras tão doces :') escreves lindamente!

    ResponderEliminar
  11. Não conhecia o teu blog, mas adorei este pequeno texto, acho linda a maneira como escreves! Escreves sobre ti e sobre nós, pois muita gente se revê nestas tuas palavras!

    Segui :)

    ResponderEliminar
  12. é mesmo :') obrigada pelas palavras *

    ResponderEliminar
  13. é claro que sim e continuarei a visitar, adorei este teu espaço *.*

    ResponderEliminar
  14. encaro-o como uma facilidade, ou seja, as pessoas acreditam que o que lhes acontece já está destinado e não se esforçam para o atingir.

    ResponderEliminar
  15. valorizo apenas a sinceridade do primeiro.

    ResponderEliminar
  16. as tuas palavras tocam-me mesmo porque me transmitem familiaridade, sabes?

    ResponderEliminar

Escreve aquilo que estiveres a sentir neste momento.