domingo, 14 de abril de 2013

Saudades de uma outra vida

Tumblr_mfr2geevtx1r35wnmo1_500_large

Eram tempos em que os jardins ainda estavam cobertos de túlipas e o chilrear incessante das aves era quase tão acolhedor quanto um abraço. Éramos meninas de saias verde-água e cabelos soltos e airosos, malmequeres precocemente colhidos com uma só mão. Era tão fácil viver. Corríamos de mãos dadas pela manhã e chegávamos até a fazer promessas de que nunca nos iríamos separar. Sabíamos lá nos o significado efémero das palavras para sempre.
Os dias de chuva apareceram e os pássaros deixaram subitamente de nos cantar amor aos ouvidos. Os anos foram-se passando e os jardins cobriram-se de margaridas mórbidas e perdidas. Num breve suspiro, estava sozinha e a nossa promessa havia-se quebrado. Oh, e toda eu não fosse promessas de sábado à noite choradas ao luar! Perco-me agora em cartas que escrevo para almas que ainda conheço e que nunca esquecera. Deito-me no chão onde dançávamos felizes todas as tardes, recordo todas aquelas vezes em que sorríamos de pés mergulhados no lago da cor dos meus olhos e choro como quem morre de saudade. Adoro-vos - sussurrei à estrela que mais brilhava na pureza dos céus e quase que senti o suave toque das mãos delas entrelaçarem-se nas minhas. Adormeci.

14 comentários:

  1. "o significado efémero das palavras para sempre" gostei especialmente desta frase. um texto perfumado de saudade, sentimo-la em nós.

    ResponderEliminar
  2. meu deus. está tão puro, tão natural. adoro! que lindo! que lindo !

    ResponderEliminar
  3. Lindo! Ás vezes tambem tenho saudades de tempos assim. Tudo muda...

    ResponderEliminar
  4. Tenho o cabelo comprido e não sou muito baixa :)

    ResponderEliminar
  5. sei que não é fácil, mas muita força também!

    ResponderEliminar
  6. E é sempre bom visitar este recanto e encontrar as tuas maravilhosas palavras . Continua assim *

    ResponderEliminar
  7. obrigada doce inês, mas já nem sei se mereço as rosas, quanto mais o jardim

    ResponderEliminar

Escreve aquilo que estiveres a sentir neste momento.