domingo, 10 de março de 2013

Melodia

Tumblr_mjf6djivis1s5co9vo1_500_large

Não sei o que sinto nem, tão pouco, a cor do meu coração. Sinto-me quente como não me sentia há séculos e repleta de alacridade que me preenche. Corpo e alma. Há dias, quando olhava nesta direção via nuvens sombrias e pássaros a cantarolar o ruído da tristeza, mas, agora, já só vejo doces magnólias e oiço o maravilhoso pipilar das aves. Tudo mudou. Aí vem ele, trazendo consigo uma expressão de felicidade capaz de ser sentida do outro lado da cidade e os seus atacadores do pé esquerdo desabotoados - o habitual. Corri na sua direção e os cabelos esvoaçaram-me para as costas, resultado da força do vento que se instalara. Ele olhou-me como quem canta poesia num olhar e eu dei-lhe um beijo no ombro descoberto. Abraçou-me tocando-me as costas e beijou-me até não poder mais. Sentámo-nos no banco de jardim, por fim, cansados de correr como duas crianças acabadas de sair da escola e doidas pela hora do lanche. Deitei-me sobre o seu peito e ali permaneci, a ouvir a melodia das cigarras até anoitecer. E, por alma do destino, a sinfonia dos nossos corações.

8 comentários:

  1. A sinfonia dos nossos corações- que lindo!
    Adorei :)
    E obrigada, felicidade é aquilo que todos devemos seguir!

    ResponderEliminar
  2. está tão belo e calmo e sorridente, oh!

    ResponderEliminar
  3. Amnei este texto :P revi-me nas tuas palvras pois sinto-me como cada sílaba que proferes :)

    ResponderEliminar
  4. Owww de nada princesa :) apenas disse o que sinto ao ler os teus textos maravilhosos *-*

    ResponderEliminar

Escreve aquilo que estiveres a sentir neste momento.