domingo, 2 de dezembro de 2012

A distância de um olhar


Por vezes pergunto-me
Porque tenho sofrido assim
Vejo o tempo passar
E tudo caindo em mim.

Dói-me ao proferir
Que te deixarei de ver
E dói-me ainda mais pensar
Se de mim te hás-de esquecer.

O corpo já pouco me move
Os olhos já nada sentem
Mas quando me observas ao perto
Pouco ou nada eles mentem.

Já não sinto o chão
Nem, tão pouco, vejo o teto
E deixo-me cair assim
Neste inferno tão discreto.

Aqui ninguém me vê
E eu sofro sozinha
Não há cá ninguém
Senão a tua alma e a minha.

Fico inteira e repleta
Desta melancolia minha
Nesta tão longa noite
Em que a Lua se intitulou rainha.

É ela que me dá forças
E me diz para prosseguir
Dela oiço vocábulos surdos
Que me imploram para sorrir.

Não sei se voltarei
A ser feliz um dia
Mas gostava de voltar
A sorrir como sorria.

12 comentários:

  1. Os teus poemas são fantásticos. E eu nunca fui nada boa para fazer poemas. Engraçado :)

    ResponderEliminar
  2. LINDO ESTE POEMA...
    Adorei!
    Parabéns pela escolha...
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. ADOREI! Espero também um dia conseguir voltar a sorrir como sorria!

    ResponderEliminar
  4. os teus poemas são algo de tão perfeito que me deixam completamente vidrada ao lê-los. mais uma vez, não deixes de escrevê-los nunca, e quanto a voltares a sorrir como dantes fazias, motivos virão que to façam voltar a fazer ♥ força querida ♥

    ResponderEliminar
  5. adorei o que escreveste...adoro ler coisas que se nota que saem do coração...

    beijinhos,
    tixa

    ResponderEliminar
  6. Estou a seguir o teu blog :)...se quisres gostava muito que fizesses o mesmo...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Tens que publicar mais neste cantinho para teres mais comentários querida ;) Fico há espera! bjinhos

    ResponderEliminar
  8. Uau, está muito fixe! Porque não tentas fazer uma canção com ele? Dava uma canção fantástica!Se não quiseres, exprimenta lê-lo com a música Una Mattina, Ludovico Eunaudi. http://www.youtube.com/watch?v=EoaPhxNubL0
    Estive a ler o teu outro blog, e é tão diferente deste! É incrível como a mesma pessoa pode ser tão versátil...
    Parabéns e um beijo.

    ResponderEliminar

Escreve aquilo que estiveres a sentir neste momento.