sábado, 9 de junho de 2012















Sentir uma pessoa a aplaudir-me é fantástico, mas dezenas de pé é demais. Sentir aquele calor humano, absorver todo aquele carinho e ter o último arrepio de força. Inalo o cheiro daquelas pessoas e começo a respirar a música. É agora, é sentir e curtir à grande. Chegou a altura tão aguardada da noite, quase em sobressalto, entramos e colocamo-nos em posição. Já está tudo a postos, “DJ, dá-lhe” e abrem-se as cortinas. Resta-me mostrar o que valho e esperar que fiquem satisfeitos e aplaudam. Saio de dentro da pequena caixa onde me refugio diariamente e solto-me, sorrio e aproveito. Não sei quanto tempo mais vou continuar a dançar, ou melhor, ninguém o sabe. Pode acontecer qualquer coisa, a qualquer hora, em qualquer momento. Eu penso positivamente, encho-me de energio e penso “ Vais arrasar, Inês.” e acho que foi assim que aconteceu, foi um arraso. Terminei a transpirar até ao último cabelo, a beber uma garrafa de água em rápidos segundos e quase com uma lágrima nos olhos. A alegria é tanta que eu nem consigo explicar, sinto-me tão feliz. É, simplesmente, a melhor sensação do Mundo.

37 comentários:

  1. fico contente por estares feliz querida *-*

    ResponderEliminar
  2. Nunca sabemos quando as coisas terminam por isso temos de aproveitar bem todos os momentos (:

    ResponderEliminar
  3. gostei muito. seguida. segues de volta? *.*

    ResponderEliminar
  4. é, não me posso queixar *-*
    mas todos nós merecemos ser felizes (:

    ResponderEliminar
  5. oh princesa , , gosto de te ver assim!

    ResponderEliminar
  6. É isso mesmo.
    Pelo que descreveste deve ser uma sensação fantástica. Ainda bem que estás feliz.

    ResponderEliminar
  7. Oioi
    Obrigada pelo comentário e por me mandar forças =)
    tem post novo ;]
    grande beijo!!

    ResponderEliminar
  8. Adorei :) Gostaria de te convidar a conhecer o meu blog "ourmelodyblog.blogspot.pt" segue-me se gostares, seria um prazer ;)Podes também aproveitar para participar no giveaway que lá está a decorrer. beijinho

    ResponderEliminar
  9. Fico tão feliz por ter corrido tudo bem, amor ! *o*

    ResponderEliminar
  10. oh obrigada!! adorei o teu texto, fico feliz por ti*

    ResponderEliminar
  11. olha quem fala.. também és, linda e simpática! tens facebook? :)

    ResponderEliminar
  12. Aproveitar bem os momento é o importante!*

    ResponderEliminar
  13. Fico muito feliz por estares assim :)

    ResponderEliminar
  14. Estive a estudar para os exames -.-

    ResponderEliminar
  15. Não tem problema nenhum querida.
    Muitíssimo obrigada! Felizmente, correu tudo muito bem e foi o meu último dia de aulas. :)

    ResponderEliminar
  16. não existe muito para contar. somos apenas duas pessoas que pareciam gostar uma da outra, com um rumo a definir-se até que algumas pessoas se meteram no meio, inventaram mexericos. um de nós deixou-se levar por eles e afastou-se. apesar de nunca haverem grandes silêncios entre nós, as coisas já não tem o mesmo significado, ficaram coisas por admitir que agora já não me parece que serão admitidas. no fundo já não temos mais por onde pegar. tanto eu como ele já tentamos mas não dá, há sempre um que vacila.. e sei lá, a tal réstia de esperança foi-se. acho que acabei por fartar-me de tantas ilusões, expectativas e desilusões. ele já não me surpreende, as acções são sempre as mesmas ou perto do mesmo, deixou de sair daquela zona de conforto. enfim, a vida é assim mas o que interessa é continuar, sempre em frente e de preferência de cabeça bem erguida :)

    ResponderEliminar
  17. muito bem, fico feliz por estares feliz :)

    ResponderEliminar
  18. muito obrigada!
    aproveita estes bons momentos que a vida te dá, e sê feliz :) sigo-te também*

    ResponderEliminar
  19. Por alguns anos fiz teatro, conheço tal sensação. Mas sempre parece inesperado. E este é o seu verdadeiro valor.
    Parabéns.
    Estou a seguir-te. Abraços.

    ResponderEliminar
  20. sim eu sei, não estou completamente de rastos. sei que existem mais um milhão de rapazes por aí e que um deles vai ser o certo. mas ele é ele e apesar de tudo tem ficado sempre os "e se", tenho adiado sempre o tal seguir em frente na expectativa de ele mudar a maneira de ver as coisas. ele sempre foi imprevisível no entanto eu sei sempre o que esperar dele. por mais que ele hoje me diga quero estar contigo ou temos de falar eu sei que amanhã não tenho nada dele. por vezes sinto-me mesmo burra por andar à tanto tempo neste vai e volta, ao fim ao cabo, é um impasse. nunca sei quando é que ele vai olhar para mim e falar comigo ou quando é que ele vai olhar para mim, falar com quem está à minha volta e ignorar-me por completo. enfim, acho que o que me tem motivado nos últimos tempos a não desistir de todo são também as razões pelas quais nos afastamos mais, e embora eu tenho alguma culpa porque fui tremendamente estúpida, um amigo dele, que namorou comigo quando era muito novinha ainda na volta dos 10, 11 anos (coisas de crianças mesmo), assim que soube que estávamos envolvidos, foi inventar histórias, dizer que me andava a meter com ele e coisas do género. é tudo mentira! ele disse que acreditava em mim mas mesmo assim mudou a maneira de ser comigo, eu tenho esperado e sido bastante razoável em relação a isto quando só me apetece arrancar os dentes do amigo dele, um por um, à chapada.. controlo-me tanto, nem imaginas!! tenho passado este ultimo mês a sobrepor o melhor de mim a tudo isto e por sorte estou a sair-me bem! senão eu não sei o que já lhe tinha feito!!

    obrigada querida!**

    ResponderEliminar
  21. És tão querida. :)
    Muito obrigada fofinha!

    ResponderEliminar
  22. Adoro o blog, estou a seguir, também segues :) ?

    ResponderEliminar
  23. Obrigada querida :)
    Bem, pode-se dizer que a vida não tem sido muito fácil para mim...

    ResponderEliminar
  24. Coisas que podem parecer insignificantes mas para mim têm grande significado ...
    Olha, começa pelo casamento dos meus pais, as coisas nao andavam bem e divorciaram-se. Tudo bem aceito isso, as pessoas quando deixam de ser felizes juntas nao devem ser obrigadas a ficar na mesma casa ... Mas o pior é que desde então, o meu pai desapareceu e nunca mais quis saber de mim. Sinto a falta dele.
    E como leste no meu texto, o salvador um amigo meu, teve de ir com os pais para longe de mim e nunca mais ouvi falar dele. :c

    ResponderEliminar

Escreve aquilo que estiveres a sentir neste momento.